CARJ

A Casa de Acolhimento Residencial de Jovens dos Pinheiros é um equipamento social que desenvolve a resposta social Lar de Infância e Juventude com acordo de gestão e de cooperação celebrado entre o Centro Distrital de Évora, que prossegue modalidades de ação social integrada visando o apoio às populações nas áreas da infância e da juventude. Acolhe crianças e jovens em perigo, do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos. Em casos devidamente fundamentados, a Casa de Acolhimento de Jovens dos Pinheiros pode acolher pessoas do sexo masculino até aos 21 anos que tenham solicitado a continuação da intervenção iniciada antes de atingirem os 18 anos. ((alínea a) do artigo 5.º da Lei n.º 147/99, de 1 de setembro - Lei de Proteção e Promoção de Crianças e Jovens em Perigo). É constituída por duas unidades funcionais: uma destinada a acolher crianças dos 6 aos 13 anos, com capacidade para 14 crianças e outra unidade destinado a acolher jovens dos 14 aos 21 anos, com capacidade para 16 jovens.



Modelo de Acolhimento Terapêutico

A intervenção na Casa de Acolhimento dos Pinheiros tem por base o Modelo de Acolhimento Terapêutico desenvolvido pela TERAPIA DO MEIO – geradora de HOLDING – CONTEXTO SUFICIENTEMENTE BOM. Assim, um dos grandes pilares da Casa dos Pinheiros é o estabelecimento de uma relação/vínculo suficientemente fortes entre o adulto cuidador e a criança/jovem. A base de qualquer processo de aprendizagem/desenvolvimento biopsicossocial é o laço afetivo entre a criança/jovem e o adulto cuidador, e as restantes crianças do grupo. Providenciar-se um ambiente suficientemente bom “holding” (sustento físico e emocional) pressupõe que a criança/jovem terá que “aprender a aprender”: primeiro, aprender a relacionar-se consigo mesma e com o outro, sendo que só depois conseguirá apreender/desenvolver competências psicossociais e emocionais. Na Casa dos Pinheiros tenta-se providenciar um ambiente facilitador, bem como o desenvolvimento de uma relação saudável e de confiança.



Funcionamento

O funcionamento da Casa de Acolhimento de Jovens dos Pinheiros integra atividades socioterapêuticas, educativas, ludicopedagógicas e de rotina (prestação de cuidados básicos).



Equipas

O quadro de pessoal está organizado em três equipas com constituição pluridisciplinar em função das competências, a saber: Equipa Técnica (3 colaboradores: 1 Diretor Técnico, 1 Psicólogo, 1 Técnica de Serviço Social), Equipa Educativa ( 12 colaboradores) e Equipa dos Serviços Gerais ( 3 colaboradores).



Espaços

O equipamento está dotado de todas as infraestruturas necessárias ao acolhimento e funcionamento da resposta, de acordo com a legislação em vigor, incluindo:  - Uma (1) Sala de Equipa técnica/reuniões;  - Uma (1) Sala de Educadores; - Duas (2) Sala de Convívio; - Uma sala de estudo/tic; - Um salão de atividades; - Uma sala de refeições; Seis quartos Unidade Adolescentes; 4 quatros Unidade Crianças; 2 Balneários e 1 wc adaptado ; 2 wc de apoio ao pessoal;  - Uma (1) Copa; - Várias Despensas e Sótão; - Salas de Arrumos; - Uma (1) Sala de apoio a Lavandaria; Quintal